LGBTfobia e o medo de cada dia


Certa vez, conversando com um amigo sobre medos, disse a ele que um dos meus maiores era de sair de casa e ser vítima de agressão, simplesmente por ser gay. Refleti várias vezes sobre isto e sempre dizia a mim mesmo que não deveria ter medo de ser quem sou, afinal não há nada de errado comigo.

Verdade. Não há nada de errado em ser LGBT. Não é errado amar alguém do mesmo sexo ou aceitar sua verdadeira identidade de gênero. Mas por que esse medo?

Desde pequeno, sempre que havia um gay ou lésbica numa novela ou, até mesmo na rua, o olhar das pessoas era de reprovação. O uso da palavra gay, normalmente era em tom pejorativo. Me lembro bem, quando na 2ª série, pedi para minha mãe que me comprasse uma mochila da novela Chiquititas. Sem dó nem piedade, colegas de classe diziam: QUE MOCHILA SUPERGAY. E desde então, o medo de dizer ser gay, já estava se instaurando em mim.

O que quero dizer é: por que crianças, de oito anos de idade, já julgam um LGBT, sem mesmo saber o que é? Ninguém nasce homofóbico, portanto isso é  ensinado, direta ou indiretamente às pessoas.

Infelizmente, existem pessoas intolerantes de mente pequena por toda parte, e elas adoram que você fique sabendo o quão idiota elas são. Dizem que este é um país livre e podem dizer o que quiserem. Mas a verdade é que não é bem assim. Incitação ao ódio é crime.

Diariamente, pessoas LGBTs são insultadas com gírias maldosas, ofensivas, mal informadas e violentas. Poderia listar aqui, várias palavras que são usadas para nos depreciar, mas não vale a pena. Não importa quais sejam, sempre haverá palavras brutais para tentar baixar a bola das minorias. Isto quando não somos violentados ou mortos.

É isto que a LGBTfobia faz com os jovens: MATA. Por mais que sejamos impermeáveis a ofensas, acredito que você LGBT já pensou 'isto não vai ser fácil'. E não é. Nunca. Embora talvez estejamos felizes porque nos descobrimos e talvez tenhamos pais ou outras pessoas que nos dão todo o apoio do universo, todos nós sabemos que estamos nos expondo a um mundo repleto de ódio.

Mas é essa adversidade que fortalece uma pessoa LGBT. É por isto que fizemos que temos orgulho. Se você é capaz de reconhecer quanto ódio existe no mundo e ainda assim se assumir como LGBT, você é uma pessoa guerreira.

Pessoas LGBT são fortes. Porque temos que ser.

17 de maio - Dia Internacional Contra a LGBTfobia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário