DESABAFO: REALIDADES E INCERTEZAS SOBRE O FINAL DA GRADUAÇÃO




Quatros anos se passaram desde que eu comecei o curso na faculdade. Eu não sabia exatamente o que estava por vir, mas de uma coisa eu tinha certeza: muitas coisas mudariam dali em diante. Não é fácil escolher algo que, de alguma maneira, fará parte do resto da sua vida. Não se trata apenas de uma profissão. Envolve tempo, dedicação, suor, sangue e, acima de tudo, amor. Eu havia terminado o ensino médio, e aquela sensação de medo e pavor tomavam conta de mim.

Embora minha camisa de formandos levasse o termo "comunicação" escrito nas costas, a dúvida sobre aquilo ser o que eu realmente queria levar comigo para o resto da vida me amedrontava. Não é fácil para uma pessoa que acabou de formar, ter certeza que fará a opção certa. Entretanto, existe uma cobrança, que está além de quem precisa tomar essa decisão. Fatores externos, como família e sociedade, agem de maneira que fazem pressão e torna mais difícil fazer essa decisão. 

Será mesmo a decisão certa? O que minha família vai pensar sobre minha escolha? Será que isto me trará retorno financeiro? Ou que importa é a minha felicidade? 

Para minha sorte, sempre tive a oportunidade de ter pessoas que me incentivavam. Pude por um tempo acompanhar o trabalho de pessoas que se dedicaram a comunicação. Estas pessoas, por fim, se tornaram inspirações para mim. O que foi incrível e me deu mais gás para fazer minha decisão. Porém, apesar de fatores favoráveis à minha escolha, dúvidas continuavam a me rondar. Deu certo com estas pessoas, mas e comigo? O que será o meu futuro? 

Eu precisava me decidir ou esperar até ter certeza.

É bem provável que todos que passaram por esta fase, assim como eu, se viram cercados por estas questões. Toda escolha tem seu peso e consequências, é preciso colocar na balança. Infelizmente, nem todos têm o poder de decisão final, principalmente quando dependem da família. Talvez isso seja um mal que vem perpetuando em nossa sociedade e que precisa ser quebrado. 

Eu fiz a minha escolha, me dediquei a ela, dei o melhor de mim. Quatros anos se passaram e aqui estou eu, vivo após uma jornada que mudou minha vida e me tornou alguém melhor. Vivi situações de conflitos e precisei lidar com dúvidas que pareciam não ter fim. Mas a verdade é que não tem. Não importe quanto tempo passe, sempre precisaremos lidar com incertezas

Felizmente acabou. Me sinto grato por ter finalizado mais uma etapa, diga-se de passagem, muito importante pra mim. Parabéns. Você alcançou um marco em sua vida. Esta é uma grande realização. Mas a verdade que mais choca é: um diploma não nos garante absolutamente nada. Sou grato por ter finalizado a graduação e estar contratado, porém, esta não é a realidade de todos. E então, é nesse momento que todas as perguntas sobre o que fazer a partir dali voltam a rondar sua cabeça. 

Mas lembra o que eu disse lá em cima? Fazer um curso de graduação envolve muito amor. No final das contas, depois te passar por diversas situações na faculdade, a maior lição que levei pra vida foi: só faça isto se tiver certeza que gosta muito e pode tirar algum proveito desses anos que se dedicou estudando. Você não precisa trabalhar em uma multinacional, passar horas dentro de uma empresa que não gosta ou trabalhar para os outros, para se sentir realizado. Faça aquilo de ama, da maneira que se sentir bem. Esta será, provavelmente, a maior realização da sua vida!

Eu, assim como você, cometi erros e continuo cometendo erros diariamente. Não sou mártir. Eu sou apenas um ser humano que passou por muitas experiências ao longo de sua formação. A vida tem uma maneira de abrir os olhos à medida que você envelhece, especialmente quando você deixa o conforto de sua sala de aula.

Parabéns, formando. Sua aventura começa e o mundo é seu!


DICA - NIGHT MARKET ENCERRA PROGRAMAÇÃO DE NOVEMBRO COM FESTA E UM LINE-UP CONCEITUADO


Para fechar o segundo mês de sucesso, o último fim de semana de novembro no rooftop do Night Market será com uma festa incrível. Neste sábado (26), às 14h, a feira noturna abre suas portas para uma tarde animada que vai invadir a madrugada com muita música eletrônica.

Compondo o super time de DJ’s estão os gêmios de Juiz de Fora, Marcos e Lucas Schmidt com o projeto Dubdogz, que mesclam o Deep House e o Nu Disco com muito estilo. Bad Boss (Max Mendes), que tem mais de 20 anos de pista com passagens pelo México, França, Áustria e Alemanha e um repertório de qualidade com produções próprias e remixes. 

O Breaking Beatzz também está no line-up, projeto pelo qual estão por trás os DJ’s Lauro Viotti e Rafael Zocrato, mineiros de BH. A dupla reúne talento e experiências e suas produções já foram assinadas por grandes selos nacionais e internacionais. A festa conta, ainda, com vários outros nomes como Fernando Fabbri, D.M.K., Jota, Lelê DPTMDR, MOB, Pedro Neves, Serretti e White Sheep, todos conceituados no cenário da música eletrônica tanto mineira quanto mundial, trazendo estilos variados como a house music, soulful, indie dance, tech house, entre outros. 

O Night Market traz o conceito de market places contemporâneos à capital mineira e tem diversos atrativos: gastronomia de qualidade, boa música, ambiente moderno e um belo visual. Localizado no alto do bairro Buritis, o rooftop tem uma vista privilegiada da cidade. 

SERVIÇOS:

Endereço: Rua Wilson Rocha Lima, 25 – Buritis. Belo Horizonte/MG.
Horário: Sábado, a partir das 14h.
Reservas/contato: contato@amendoim.club ou (31) 3142-1901

Ingressos:
2° Lote - R$ 40,00
http://bit.ly/groovein3anos_ingressos
Facebook.com/NightMarketBH

MODA | 5 DICAS DE COMO TER ESTILO PRÓPRIO

Muito se fala em estilo próprio e ser autêntico (a). A maioria de nós sabe o que é ter estilo, conseguimos identificar uma pessoa que possui um estilo próprio, , que se aceita e consegue potencializar o que tem de melhor e consequentemente, disfarçar algo que não lhe agrade tanto. Mas, você sabe COMO ter estilo? E saber, é uma coisa, conseguir conquistar este tão almejado estilo próprio são outros quinhentos. Exige um trabalho MINUCIOSO de autoconhecimento, reflexão e adequação. Assista o vídeo e confira algumas dicas.

DE VOLTA AOS CACHOS | TRANSIÇÃO E AUTOACEITAÇÃO

A aceitação derruba todo e qualquer comentário pejorativo a respeito de você ou do seu cabelo! Ao fazer minha transição e aceitar meu cabelo cacheado, comecei a me sentir mais seguro para enfrentar a sociedade preconceituosa e cheia de padrões. Assiste meu vídeo aí:

Coffee Paradiso de O Boticário

O Boticário se inspirou no clima de paixão entre os casais e na vontade de mantê-la sempre presente no dia a dia dos apaixonados, para criar Coffee Paradiso. São fragrâncias que aguçam e aquecem a relação, conduzindo ao clima de viagem ao paraíso, uma viagem que é estar ao lado de quem se ama. Com Coffee Paradiso O Boticário amplia uma de suas Linhas de maior sucesso: Linha Coffee.

 

Coffee Paradiso chega com uma versão feminina e outra masculina – duas fragrâncias ousadas que prometem aquecer as relações entre os apaixonados.
Toda Linha Coffee traz um toque especial, criado a partir dos melhores grãos de café. A infusão dos grãos , dos quais se extrai uma matéria-prima exclusiva, é o que traz o toque adocicado e uma intensidade diferente para os produtos da Linha, explica Jean Bueno, Gerente de Perfumaria de O Boticário.

As novas fragrâncias Coffee Paradiso brincam com contrastes de ingredientes e com a mistura de elementos quentes e refrescantes como a madeira, o chocolate, o açúcar salpicado e o cardamomo. Como não amar?!

Coffee Man Paradiso Desodorante Colônia, 100 ml.



Coffee Man Paradiso combina ingredientes e cheiros em uma fragrância moderna e sofisticada. A combinação dos ingredientes cardamomo, chocolate belga e âmbar trazem masculinidade para esse lançamento. 

Família Olfativa: Oriental Especiado. 

Preço Sugerido: R$ 114,90.



Coffee Woman Paradiso Desodorante Colônia, 100 ml.

Coffee Woman Paradiso tem como base a Madeira Cashemere, que resulta num aroma sofisticado e envolvente. A fragrância traz ainda em sua composição óleo essencial da infusão de grãos de café arábico. 

Família Olfativa: Oriental Ambarado.

Preço Sugerido: R$ 114,90.

Shower Gel Coffee Paradiso Men Cabelo e Corpo, 200 g.



Um produto prático para o homem moderno e atual. Limpa cabelo e a pele, mantendo ambos hidratados e perfumados com a fragrância de Coffee Man Paradiso. 

Preço Sugerido: R$ 29,99.

Creme Hidratante Corporal Coffee Woman Paradiso, 200 g.


Tem rápida absorção e hidrata a pele sem deixá-la oleosa. 

Preço Sugerido: R$ 40,99.


O que acharam das novidades da Boticário? Eu amo fragrâncias Coffe e estou encantando esse clima de paixão que O Boticário criou através da Linha Coffee Paradiso!

Quer conhecer a Linha completa?! Então visite o Site de O Boticário e aproveita para conhecer as novidades e os Lançamentos da Marca.

Faça parte do Clube Viva O Boticário acumule pontos ao comprar e  ganhe descontos nas próximas compras.

Siga O Boticário também nas Redes Sociais   e fique sabendo em primeira mão de toda as novidades e tendências apresentadas pela Marca.

Curtiram o Post?! Então, compartilhem com as amigas, os amigos, maridos, esposas, namoradas e vamos entrar no clima de eterna paixão com O Boticário e Coffee Paradiso!

Beijos e até o próximo.

Desabafo sobre fugir da realidade



Não tem sido tempos fáceis para mim. Na verdade, acredito que para ninguém. Parece que a cada dia os problemas só aumentam e aqueles que já existiam, não tem solução. Eu deveria ser grato pela vida, na verdade eu sou. Depois de já ter passado por muitos problemas desde criança, ter chego até aqui é uma dadiva. Nunca fui muito próximo da minha família e não cresci ao lado do meu pai, o que me fez crescer muito rápido e precisar tomar muitas decisões sozinho.

Os últimos meses foram, sem sombra de dúvidas, muito turbulentos. Pessoas se foram, descobri falsas amizades, intrigas envolvendo pessoas próximas e desentendimento familiar. Por diversas vezes fingir estar bem. Colocava um sorriso no rosto, ignorava estas questões e fingia para mim que estava tudo bem. Sempre fugindo da realidade para não encarar estes problemas. Talvez por medo, talvez por não saber como lidar com eles.

Quem me conhece sabe que sou uma pessoa muito tranquila e sempre me mostrei ser uma pessoa feliz, transparecendo ser um poço de alegria. Nunca fui de ficar “chorando” na internet, desabafando com amigos ou andar triste por aí. Possivelmente o maior erro foi ter ficado calado por tanto tempo. Todas as vezes que guardava magoas, eu só me alimentava de dor, me tornando uma pessoa angustiada e que em certo momento desabaria e se afogaria na correnteza de mágoas que estava dentro de mim.

Quantas vezes passei noites em claro e pela manhã tentava esconder as olheiras com um corretivo. Por anos fingi estar bem por me achar forte o suficiente e não precisar de ajuda. Por vergonha de parecer fraco, nunca me abri demais com as pessoas por achar que ninguém poderia me ajudar. E então, para fugir mais da realidade, me joguei nos estudos, muito trabalho e passava o restante do tempo me divertindo.

E assim meus problemas se tornaram meus monstros. Hoje eles voltaram e me assombram. É difícil ter que encará-los num momento delicado da vida. Estou me formando e as inseguranças sobre o meu futuro me rondam. Tudo isso tem criado uma bola de neve que já quase não é possível aguentar mais.
Em certo momento é preciso parar e refletir sobre a vida. Analisar o que está acontecendo e se perguntar o porquê disso tudo. Não dá para sair culpando a vida e dizer que tudo é carma. Por diversas vezes ignorei os problemas e agora preciso enfrentá-los com sabedoria, buscando me tornar alguém melhor. Foram as minhas escolhas que estão refletindo no meu presente. Foram as atitudes não tomadas ou mal pensadas que estão cobrando ser alguém mais forte e melhor. Eu achava que os dias estavam passando muito rápido e sem sentido, até o momento em que resolvi mudar e buscar enfrentar a realidade cara a cara. Talvez só fosse preciso aceitar que a vida não é perfeita, sou um ser humano e frágil. Que pedir ajuda não é errado, mas aprisionar medos e monstros dentro de mim nunca foi a melhor opção.


LOOKBOOK: SWAG NO INVERNO


Chegay com meu primeiro look aqui no blog. Apesar de estarmos no inverno, eu não dispenso um look mais despojado e bem a cara do verão. Afinal de contas, aqui não faz aquele frio de congelar. Os termômetros estão marcando na faixa dos 30°C e eu sou muito calorento.

Uma boa pedida para os dias de sol são as regatas. Quem não gosta de se sentir livre, sem blusas grossas? E se a noite chega e com ela o frio, nada como uma jaqueta no estilo College.

Para compor o look uma yellow boot e calça jean clara. Não, eu ainda não mudei a cor do cabelo. Estas fotos estavam arquivadas já faz um bom tempo. 
Aproveita para ver as fotos ao som da playlist de hip-hop:


Regata: Renner
Calça: Toulon
Jaqueta: Uma loja qualquer da Afonso Pena (risos)
Bota: Mercado Livre
Fotos: João Bicalho 




Acompanhe-me também no: Instagram | Facebook | Twitter

Follow

Como e por que eu fiz transição capilar?

YAAAS! Olha quem voltou, eu mesma, Andrea Mello! Brincadeira, sou eu, o Guto!

Vamos ao que interessa: meus cachos azuis. Vou contar como e, principalmente, por que eu decidi fazer transição capilar para voltar ao natural. Ao longo do texto coloquei algumas fotos (selfies, era o que tinha pra hoje), que mostram um pouco da mudança do meu cabelo durante o meu processo de transição.

Quem me conhece a mais tempo, deve se lembrar que por alguns anos usei meu cabelo alisado. O que sempre me demandou um cuidado a mais com ele. Em 2014 queria pintá-lo, então comecei a usar tonalizante até o início de 2015, quando criei coragem e pintei de ruivo.


Até aí tudo bem. Eu pintava, alisava e hidratava. Fiquei assim durante o ano de 2015 todo, quando o pior aconteceu. Num desses processos, meu cabelo ficou emborrachado e elástico. Mas por que? Porque o cabelo perdeu queratina, proteína e pigmento, ficando muito fino e quebrando facilmente. Tentei recuperar, mas a melhor solução foi raspar. Inclusive muitas pessoas estranharam.



Eu queria meu cabelo colorido de volta, mas sabia que continuar com o processo anterior demandaria cuidado em dobro.  Mas como sou teimoso, alisei novamente no inicio de 2016. Atrás de uma solução, fui pesquisar e ler sobre cabelos, até que deparei com a matéria “assuma seus cachos” da revista glamour. Me dei conta que por muito tempo não via meu cabelo ao natural, então continuei minha pesquisa, mas procurando sobre cabelos crespos e cacheados.

A partir daí me dei conta de que eu precisava assumir meu cabelo natural. Não por beleza, mas em respeito a quem eu sou. Precisava aceitar que meu cabelo natural era tão bonito quanto o liso, mas que por muito tempo, acreditei ser o melhor para mim. Naquele momento resolvi que queria finalmente assumir os cachos. Então decidi que faria transição (antes eu tivesse raspado na zero).



Para quem tem interesse em assumir o natural, existem dois processos: A transição ou o Big Chop (grande corte). A transição é o momento em que você para com todas as químicas e vai tratando seu cabelo enquanto ele cresce.

O único processo químico que continuei a fazer foi a descoloração (quando a raiz ficava muito grande), para passar o tonalizante colorido. O que se resolvia quando eu hidratava.

A minha transição capilar contou com um cronograma capilar, onde utilizei produtos de reconstrução, hidratação e nutrição nas lavagens, para ajudar no processo de recuperação do cabelo. Além dos produtos para ajudar na definição dos cachos. 

Eu comecei meu processo em março deste ano (2016) e atualmente meu cabelo tem aproximadamente 6cm de fio natural e 2cm com resquícios de química. Estou esperando chegar aos 8cm para me livrar desses 2cm que eram alisados. Descobri também que meu tipo de cacho é o 4A.

Cuidar dos cachos não é um trabalho fácil, exige paciência e dedicação, mas o resultado é realmente gratificante. Nesse tempo pude perceber que minha autoestima e expressão fácil mudaram e, principalmente, minha posição enquanto negro. Eu vivia num estereotipo e aceitava que aquilo era o melhor para mim. Então me dei conta que precisava amar meu cabelo do jeito que ele é.  



“A aceitação derruba todo e qualquer comentário pejorativo a respeito de você ou do seu cabelo! Você se sente mais seguro (a) para enfrentar a sociedade preconceituosa e cheia de padrões, e o seu papel passa a ser o de desconstruir esses padrões. ” (Trecho adapto da revista Glamour)

Espero que tenha gostado de conhecer um pouco do meu processo de transição. Deixe seu comentário, é muito importante para mim. Beijos e até a próxima!

Estranho


Oi. Prazer em conhecê-lo.
Talvez você não saiba quem eu sou,
Mas eu estive te olhando
Pelo outro lado da rua

Saiba não que sou um maníaco,
Talvez só um admirador secreto.
Que admira o brilho dos teus olhos
que mais parecem o céu estrelado

Se você me deixasse te conhecer,
Eu poderia te dizer o alfabeto de trás para frente
E te explicar como as nuvens se movem

Preste atenção:
Eu nunca te faria chorar,
Talvez só num momento especial
Assistindo filmes de romance
E comendo chocolate.

E quando nossos corações acelerassem,
Você saberia que nós seríamos os próximos protagonistas de um romance
E como nos contos de fada,
Nosso amor não teria fim

Meio confuso, desconhecido e estranho isso seria.

Como o livro “A mágica da arrumação” mudou minha vida

Semana passada estava eu, dando uma olhada meu feed do facebook, quando me deparei com uma postagem da Lara, onde ela disse que estava convertendo mais um ser humano ao indicar o livro “A mágica da arrumação”. A postagem e os comentários pareciam testemunhos de milagres e fui logo procurar para saber do que ele se tratava. Achei a proposta promissora, tratei de procurar o livro na internet e “devorei” o bichinho em dois dias, decidido a colocar tudo em prática.

foto: ja fomos legais

Como criar fundo colorido para fotos do blog


Muitas pessoas me perguntam sobre e elogiam as fotos que posto no instagram. Pois bem, quem me acompanha sabe que amo criar uma coisa aqui e outra ali. Desde uma blusa até algo para decoração. Em tempos de crise quem não gosta de poupar dinheiro, né? Hahaha Brincadeira. O fato é que me divirto fazendo coisas que preciso e acabo economizando dinheiro.


Cadernos artesanais: Abrigo de Rabiscos


Há alguns dias recebi um pacote super fofo e colorido, cheio de amor da lojinha Abrigo de Rabiscos. Conheci o perfil da loja no instagram no início do ano e fiquei encantado com os sketchbooks (cadernos de desenho, rascunho ou anotação), que são produzidos. O encanto começa pelas embalagens e todo carinho com o qual os cadernos são produzidos. 

jogo do amor



Dizem que o coração não escolhe por quem se apaixonar,
Basta apenas um olhar para tudo acontecer
Você apareceu tão de repente,
Não pude me controlar.

Vivemos em mundos diferentes.
Sou apenas um garoto entre os outros,
Não sou perfeito como eles
Como você poderia olhar para mim?

Invisível aos teus olhos
Distante do teu coração
Este amor parece tão impossível.

Por favor, ponha as cartas na mesa
Preciso saber o que você tem nas mangas
Não quero fazer este jogo com você
Parece tão errado, você não vê?

Querido, eu usarei todas as minhas armas
Esta é mais uma luta pelo amor
Será que venceremos?
Por favor, não me deixe aqui sozinho. 

Às vezes é preciso reaprender


















Durante minha viagem de férias, uma das coisas que pude fazer foi pedalar tranquilamente pela cidade. Na primeira tentativa acabei passando mal. Já fazia bastante tempo que não praticava atividade física. Não desisti. Num outro dia comecei a pedalar mais vagarosamente, trabalhando a respiração e o ritmo. E assim fui durante todo o percurso até chegar ao destino final.

Às vezes temos a sensação de que para reaprender amar é necessário um acontecimento extraordinário em nossas vidas.  Que é preciso que alguém nos ensine aceitar, nos devolva a confiança e nos faça sorrir novamente. A verdade é que precisamos dar uma segunda chance a nós mesmos e nos preparar para mais uma caminhada. Assim como a falta de exercícios nos enferruja, a falta de amor pode nos tornar pessoas amargas.

(Re)aprender a amar pode ser praticado diariamente e depende de nós. É preciso acreditar que somos capazes, que podemos fazer mais por nós mesmos. Amar a si mesmo o torna alguém mais interessante aos olhos dos outros. Mas isto só será possível se recomeçar novamente. Quando fazemos algo por prazer, todo o nosso ser cresce. Quando nos abrimos, descobrimos o melhor de nós mesmos. Assim o amor chegará como uma recompensa, não como uma necessidade.