Tudo o que importa é amar



Imagine um mundo sem amor. Agora imagine que um Hitler da vida, queira exterminar todas as pessoas que amam e as diversas formas de amor. Parece impossível imaginar a morte do amor. Mas, talvez, ele esteja morrendo e nem estamos nos dando conta.

Hoje, no dia dos namorados, é possível perceber que algumas pessoas estão mais preocupadas em dar o presente mais caro, e ou, talvez, não saibam nem o que dar para seu companheiro (a). Essas duas hipóteses, se dão, acredito eu, devido a perda do romantismo. Sem generalizar, claro. Mas, como já diz o ditado: “são nos pequenos detalhes que estão as grandes diferenças”.

Com o passar dos anos, os seres humanos foram perdendo a sensibilidade de agradar ao outro.  Acreditando que, o mais caro seja o melhor, ou, é preciso fazer algo grandioso para realmente surpreender. Enganos e equívocos.

Não podemos deixar de lado também, as pessoas que sempre querem o mais caro e esperam que seu parceiro (a), compre presentes exorbitantes. Mais um erro.

Já imaginou se não existissem mil lojas, nas quais você vai frequentemente, em busca de algo para agradar quem você ama? Suponha que elas não existam? O que você faria exatamente agora sem poder recorrer à essas saídas? Se não tivesse dinheiro? Possivelmente 1) você entraria em colapso e desespero, sem saber o que fazer, ou 2) faria algo com as próprias “mãos”, de todo coração.
Pare de se preocupar com o valor material das coisas. Lembre-se: tudo que importa é amar. Não deixe que este sentimento tão nobre simplesmente acabe. Comece a agradar quem você ama com os pequenos detalhes.

Como eu amo vocês, deixo um presente para este dia tão lindo. Wallpapers para smartphones e desktop.


    


     


Se você não namora, acesse esse post, lhe será útil: 10 dicas para ser um solteiro feliz 

Deixe seu comentário ♥

Junho: o amor está no



Hoje é o primeiro dia de mais um mês. Como o tempo passa e já estamos na metade de mais um ano. E, assim como os outros meses, junho tem sua particularidade. Para alguns, é chegada a hora de fortalecer laços amorosos já existentes, para outros, é o momento que favorece o encontro de um novo amor.

Este mês é mágico, a começar pela origem do seu nome, que é uma forma derivada do nome Juno: Na mitologia Greco-Romana a deusa do casamento chamava-se, Juno (Hera). Aproximando um pouco mais da nossa cultura, no dia 13 deste mês é comemorado o dia de Santo Antônio. Santo português muito popular no Brasil, de tradição “casamenteira”. Segundo o tarô, Junho é regido pelo Arcano 6 “Os Enamorados” (Os Namorados). No dia 21 de junho, aproximadamente, temos o solstício de junho (do Inverno). Que época seria melhor para ficar juntinho ao seu amor, senão o inverno?

Com a chegada deste mês, vem também a eterna dúvida de qual presente dar à pessoa amada e companheira de todos os dias. Triste realidade. No restante do mundo a data é no dia 14 de fevereiro, a qual dedicam a São Valetim, que realizava casamentos às escondidas, favorecendo assim os amores ditos proibidos. Aqui a data é mais comercial do que propriamente por amor
.
Não culpe aos contos de fadas e demais histórias, se você não vive um amor como os escritos. Não é culpa deles. Talvez nem sua. São apenas os costumes. A verdade é que, fazer alguém feliz nesta data tão especial, não irá lhe custar nada. Seu coração é o maior presente que você pode dar à quem ama. O amor é tudo que as pessoas precisam.

O que vale é amar. Pois é disso que este mês se trata.

Seja bem-vindo junho