Só quem ama sente



Certa vez uma amiga estava sendo julgada por voltar com o ex. Não julguei. Lembrei de quando me apaixonei perdidamente por um garoto. E, assim como eu, ela certamente tinha seus motivos.

Quando você ama alguém, independente da situação, ninguém conseguirá compreender como é possível gostar tanto de alguém. Nem mesmo quando você ama, será capaz de entender o amor de outra pessoa. Este sentimento, que parece ser universal, é único e exclusivo de cada ser. O amor surge em nós de maneira sútil, tão naturalmente como o nascer do dia, fica e te preenche de luz. E, a cada manhã, se renova. Trazendo consigo a esperança de bons acontecimentos. Só quem ama sente. O amor é um sentimento misterioso. Desde que me entendo por gente, vi as mais diversas formas de amor. Há quem sofra por amar, há quem é feliz por amar, e há aqueles que amam sem amar. O amor é difícil, assustador, avassalador e só os fortes o vencem. Nunca julgue uma pessoa por amar alguém. Um dia o jogo pode virar e você estar no lugar de só quem ama sente.

Independente de quem você ama, ame sem medo de sofrer ou ser feliz. No final das contas, o único beneficiado por amar será você.  Seus sentimentos, suas escolhas, suas responsabilidades.

E você, já foi julgado (a) por amar alguém ?

Meus cinco lugares favoritos em Belo Horizonte


Conhecer lugares novos é sempre uma boa, não é mesmo? Quem nunca esteve em busca de lugares novos para visitar? Ou quem não tem seus lugares favoritos aonde mora? Apesar de viver dizendo que já não aguento mais morar ou estar cansado da vida em Belo Horizonte, continuo mantendo meu amor por ela. Foi onde cresci, vivi muitas experiências e tive as mais diversas oportunidades.
Inspirado no post da Paula Buzzo (Não Provoque), juntamente com o Lincoln (Costalizando), resolvemos falar sobre nossos lugares favoritos em Belo Horizonte (eu) e Rio de Janeiro (ele).  Confira aí e não deixe de visitá-los.

PRAÇA DO PAPA

Se tem um lugar que me sinto em paz, é na Praça do Papa. Lá é um dos pontos altos de onde é possível ver cidade. À noite a vista da cidade se torna ainda mais bela e agradável, com todas as luzes que a iluminam e o frio gostoso. Além disso é uma ótima opção parar ir se distrair sozinho ou, até mesmo, passear com amigos e família no final da tarde de sábado, fazer picnic e tocar violão. É uma ótima opção para os apaixonados de plantão.


PRAÇA DA LIBERDADE

Podem se passar anos, mas nunca deixarei de ir à Praça da Liberdade. Não com a mesma frequência ou com os mesmos objetivos. É inevitável dizer o quanto este local fez parte da minha adolescência, quantas pessoas conheci (inclusive meus melhores amigos) e as diversas loucuras feitas  ali. Esta praça serve para os diversos mais diversos fins, tais como: correr, ler um livro, ouvir música, encontrar os amigos, namorar, picnic, deitar na grama perto da fonte e aproveitar para visitar o circuito cultural que há em seu entorno. A praça conta com um coreto e uma fonte luminosa. Curiosidade: o traçado e os jardins são inspirados no Palácio de Versalhes.


CAFÉ COM LETRAS


De longe o Café com Letras é uma das melhores cafeterias da cidade, e uma das mais conhecidas também. Sinônimo de pessoas alternativas, o local tem um ambiente agradável, com boa música, cardápio caprichado e excelentes livros ao redor. Os pratos tem um caráter artesanal. Além de cafeteria, o local também serve almoço e chopp. Se está em busca de um lugar para ir com os amigos à noite, este é o lugar certo.


PALÁCIO DAS ARTES

Há quem diga que o Palácio das Artes é apenas para classes A e B. Engano de quem pense assim. O local, que contém cinema (gratuito), cafeteria, galerias (gratuito), teatro, espetáculos, oficinas (gratuito) e a livraria, é mais acessível do que imaginam. É uma opção para os amantes de arte e que aproveitam para um bom café e pão de queijo. Sem falar que é um dos poucos lugares aonde encontro os deliciosos macarons.


 MIRANTE DA MATA


Melhor do que a Praça do Papa para ver a cidade, só o Mirante da Mata (que fica dentro do Parque das Mangabeiras). O mirante localiza-se no ponto mais alto do Parque e têm características peculiares, pois é o ponto de onde se tem a mais bela vista do Parque, de Belo Horizonte e da Serra do Curral.


Gostaram da lista? Quais lugares você gosta na sua cidade?

Conto | Posso te beijar?




O relógio marcava quase oito horas e eu estava ainda me arrumando. Seria um encontro inesperado, marcado em cima da hora e sem pretensões. Havíamos marcado apenas meia hora atrás, de nos encontrarmos às 20, numa praça bem perto dali.

Saí às pressas e subi em direção à praça o mais rápido que pude. Cinco minutos e lá estava eu. Peguei o celular e liguei para ele.

– Alô? – Ele atendeu e pude ouvir, pela primeira vez, sua voz. Soava doce e tranquila.
– Aonde está você? – Perguntei, semicerrando os olhos, tentando o encontrar.
– Estou próximo ao coreto, de frente a fonte.
– Certo. Estou quase aí. – Desliguei e caminhei ao encontro dele.
Sem dificuldade nos encontramos.
– Oi. Boa noite. – Disse ele me abraçando.
– Ei. Boa noite. Como está?
– Bem e você? – Sorrindo timidamente.
– Ótimo. Obrigado.
– Podemos procurar um lugar para sentarmos? – Perguntei.
– Sim. – Ele respondeu, balançando a cabeça afirmativamente. – Mas não vi nenhum banco vazio.
– Vamos olhar próximo a fonte, talvez tenha algum. – Disse, tomando a dianteira.

Apesar de toda timidez, ele transparecia bem quem era. Um garoto de outra cidade, que veio à capital para estudar e não parecia ser o mais badalado. Caminhamos próximos aos chafarizes, calados, e sem muita dificuldade, encontramos um banco. Nos sentamos, e ali permanecemos conversando, sem muito sacrifício em encontrar assuntos, que nos renderam boas risadas. Seu sorriso espontâneo e perfeitamente delineado, me fazia querer sorrir junto. Seus olhos se destacavam em meio à noite escura. O cabelo cortado mostrava os cachos que tomavam forma novamente. Impossível não apaixonar-me. Quando nos demos conta, já havíamos conversado durante duas horas. A noite escura, o barulho da água jorrando e as poucas luzes, davam um clima romântico e intimista ao momento. Poderia ficar ali durante a noite inteira.

Interrompidos por uma ligação dos pais dele, eu sabia que seria nossa deixa. Não me contive em demonstrar o quão agradável foi ter o encontrado e ficar conversando durante horas. Levantamos e seguimos até a esquina em seguiríamos caminhos diferentes. Prostrados um de frente ao outro, sorrimos e trocamos olhares profundos. Risos.

– Obrigado por ter vindo. – Agradeci gentilmente.
– Foi bom, mas é uma pena ter que ir. Não esperava que meus pais chegassem agora.
– Tudo bem, nos vemos em outra oportunidade.
– Claro. Será um prazer. – Disse ele, seguido de um sorriso. E que sorriso. – Posso te beijar? – Perguntou-me, pegando de surpresa.

Milésimos de segundos para pensar e responder. Quem hoje pergunta se pode beijar alguém? A não ser em filmes, não consegui me lembrar da última vez que ouvi esta frase. Bem, como fosse, eu precisava dizer algo.

– Sim. – Foi tudo que disse. E em poucos instantes nossos lábios se uniram e nossas mãos se entrelaçaram quase que involuntariamente. Sentia o peso de seu corpo sobre mim. Os batimentos acelerados eram inevitáveis. Nossas línguas dançavam em perfeita harmonia. Pausa para rir. Mais um beijo. Pude sentir o mundo parar à nossa volta e depois voltar à realidade.

Nos abraçamos e despedimos pela última vez. Seguindo caminhos diferentes, mas que se cruzariam novamente.

Como fazer festa americana

(Foto por Guto)

Feriado prolongado é sinônimo de festa e diversão. Para mim e meus amigos não foge disso. O último sábado foi de festa por aqui. Resolvi registrar o que rolou, desde a preparação até a hora da festa. Pegue papel e caneta (ou o celular) e anote as dicas pra fazer uma super festa com os amigos no melhor estilo americano!

Lista de convidados
Por mais que pareça desnecessário, faça uma lista de convidados. Delimite um número de pessoas, pergunte aos seus amigos se irão levar alguém. Com um número previsível de pessoas, será mais fácil na hora de montar a lista de comida, bebidas e local.

Local
Escolha um local agradável e que tenha espaço suficiente para transitar, dançar ou bater papo. Ventilação é super importante, espalhe ventiladores caso não haja no local escolhido.

Cardápio e bebidas
Agradar o paladar de todos pode ser difícil, então escolha alimentos variados. Quando fazemos festas, sempre preparamos um prato principal. Nesta fizemos tropeiro (parece estranho, mas depois de beber a galera fica com uma fome insaciável) , pão e patê, amendoim, balas, pirulito e chiclete. Opte por cachorro quente, mini hambúrguer, batata ou comidas práticas. As bebidas irão variar de festa pra festa. Mas basicamente é refrigerante, suco, vodka, catuaba e cerveja.

Decoração
A decoração precisa estar de acordo com o tema – caso haja um. Verifique o que pode ser feito no local, se porta ornamentação ou mobiles. Como nossa festa foi com o tema “America Party”, fizemos uso de bandeira do EUA, estrelas, red cups, cds na parede, luz negra, e pisca-pisca para dar um charme. Pra dar um toque especial, compramos tinta neon e deixamos a galera se pintar. Se liga na foto abaixo…


DJ, please don’t the música!
Boa música é imprescindível em qualquer comemoração. Já me apelidaram carinhosamente de “bicha DJ”, e não é à toa. Sempre fico responsável pela trilha sonora da noite. Prepare anteriormente o aparelho que será usado para tocar as músicas: micro system, caixa de som, notebook, celular via adaptador ou caixa com entrada. Para facilitar, deixe uma playlist pré-definida, caso alguém peça alguma, utilize apps de smartphone (spotify ou 8tracks – por exemplo) ou youtube.Confira a playlist da festa aqui.

Registre tudo!
Por fim, após pensar e deixar tudo em ordem, hora da diversão! Mas não se esqueça de registrar todos momentos (ou os melhores). De que adianta uma festa inesquecível se não houver fotos e vídeos para lembramos depois? Eu registrei e fiz algumas edições nas fotos, confira aí:





O segredo de uma boa festa e diversão não é quantidade, e sim qualidade. Não é preciso luxo. Procure se organizar e deixar a festa o mais prazerosa possível. A intenção é se divertir com os amigos a noite toda e cair na gargalhada. Ao final sobrarão lembranças e muitas histórias pra contar

Caminho (até você)


Dizem que se você tem um amor,
Uma hora o encontrará.
Não importa o tempo ou a distância,
O que é seu virá.

Caminhei por todo caminho,
Fraquejei e me reergui.
Derrubei as muralhas,
Venci as batalhas.

A estrada que me levava até você,
Mais parecia uma floresta sombria.
E por todo o trajeto pensei em desistir.

Ter você pra mim parecia um sonho irreal.
Minha única arma era a paixão
E meu escudo era a esperança.
Foi preciso ter fé e me manter firme.

Ao final da jornada,
Deleitar do seu amor me deu nova vida.
Seus olhos me fizeram ter certeza da esperança
E teus lábios me deram fôlego para recomeçar.

6 passos para conquistar o amor próprio


Ninguém pode preencher seu coração sem antes você fazer isto com seu autoamor. Um laço afetivo não deve preencher deficiências e carências.
Para a construção do autoamor, precisamos ciar um novo olhar sobre nós mesmos e desenvolvermos sentimos elevados que nos conduza a plenitude. Apesar dos medos e limitações, precisamos acreditar que merecemos o melhor.
Algumas considerações listadas abaixo são importantes para conquistar esse amor próprio, confira.
  1. Autoconhecimento: Faça uma análise sobre seus pensamentos e atitudes, assim verá pontos que precisam ser modificados. É preciso conhecer suas fragilidades, limitações, pensamentos e sentimentos mais íntimos, para que assim, saiba quem você realmente é.
  2. Responsabilidade: Você é o único responsável pelos seus sentimentos. Não importa quem você culpa, assumir suas responsabilidades, o faz sair do papel de vítima e assumir o controle de sua própria vida.
  3. Pensamentos: Tudo se inicia nos pensamentos. Quando se cultiva pensamentos construtivos e saudáveis, se trilha um caminho mais seguro a trilhar. Substitua pensamentos negativos por outros mais positivos.
  4. Consciência: Tenha consciência dos seus sentimentos. É preciso ter atenção naquilo que se sente, nomear estes sentimentos e não evita-los. O mais importante é saber o que fazer com seus sentimentos. Não se pode escolher o que você sente, mas pode escolher o que fazer com eles.
  5. Aceitação: aceite suas imperfeições. Culpar-se e criticar-se não te ajudará em nada. Quando se aceita que errou, é possível ter uma relação pacifica consigo mesmo. Auto aceitação é a liberdade de ser, de pensar e de agir. Com isso, você controla melhor sua vida e se livra da dependência da consideração e aprovação alheia.
  6. Ame-se: De nada valerá ter tudo na vida, se você não cultivar o autoamor. Quando não se alimenta sua própria dignidade, permite-se que outros fale, decidam e viva por você!
Ao praticar o autoamor, você estará feliz por amar a si mesmo. Se não souber se amar, qualquer pessoa que entrar em sua vida servirá. Aprenda a se amar e ser autossuficiente.
E você, já praticou o autoamor hoje?


5 coisas para levar do último relacionamento



É muito comum culparmos nosso (a) ex de ter nos deixado lembranças e sentimentos ruins em nossa vida. Encerrar um relacionamento é mais do que terminar, é fechar um ciclo de aprendizados. E se pararmos pra pensar, é possível levar consigo, coisas boas de um relacionamento passado. Eis aqui cinco coisas proveitosas que o ex pode lhe deixar:

1 - Quando se está numa relação, é inevitável o compartilhamento de bagagem um com o outro. Entre muitas coisas estão bandas, livros, lugares e comidas.  As músicas que ouviam juntos, não deixe-as de lado apesar do termino, música boa não deve ser descartada da playlist. Os livros lidos e divididos, as comidas saboreadas e os lugares descobertos. Não abra mão de aproveitar tudo isto outra vez e ou dividir com outras pessoas.

2 - Amizade é amizade, não importa como surgiu! E se alguma amizade surgiu com o início do namoro, não a jogue fora. Continue mantendo contato com as pessoas que conheceu através do seu ex. Amigos nunca são demais, e se eles continuam estimando sua amizade, é porque valem a pena manter por perto.

3 - Sexo é um dos maiores prazeres da vida - isso ninguém nega. Assim como no primeiro item, sua bagagem de conhecimentos sexuais também aumenta. Assim como em atividades físicas ou esportes, a prática te leva a um nível maior de perfeição e aprendizados devem ser levados por toda a vida. Em qualquer relação aprendemos novas maneiras de sentir prazer e devem ser levados em conta. Ter prática na cama é sempre útil!

4 - Brigas e discussões nos ensinam algo, até mesmo que não vale a pena brigar. Relacionamentos passados nos deixam lições de como se portar da próxima vez. Ao olhar para trás, vemos quais as causas das brigas, as provocações e como faziam para apaziguar a situação. É possível que assim suas próximas relações sejam mais tranquilas.
5 - Autoconhecimento. Assim como todos os outros momentos e acontecimentos da vida, os relacionamentos nos fazem aprender coisas que jamais tomaríamos conhecimento. Quando nos envolvemos com alguém, criamos coragem para fazer algo que possivelmente não faríamos, encaramos medos e desafios. Ao encarar estas aventuras, descobrimos o melhor e pior de nós mesmos. Todo termino deixa como lição fundamental que devemos nos conhecer de verdade, só para assim, sabermos quem somos, o que queremos e o que faz falta.
Nunca leve consigo sentimentos ruins dos seus relacionamentos. Veja o que eles podem te deixar de valioso!
E você, já tirou algo proveitoso dos seus relacionamentos antigos? Comente aí ;)


6 filmes brasileiros com temática LGBT que todo mundo deveria assistir


Hoje, como o próprio título diz, trouxe uma listinha com 6 filmes brasileiros com temática  LGBT que T-O-D-O-S (héteros, héteras, negro, branco, índio, alto, baixo, gordo, magro, inclusive os gays - assumidos e não assumidos.).
A questão do ser gay, teve por muito tempo repressão da sociedade - de um modo geral. Um bom é exemplo de discriminação (e ignorância) é a exterminação e da violência física  contra  de travestis e homossexuais que ocorreu com o surgimento da AIDS. Nos anos oitenta, com o advento da veiculação da AIDS como uma doença de "gays", verificou-se o recrudescimento da hoje chamada homofobia. Imagine você, viver em uma época em que ser gay era sinônimo de portar uma doença, sair na rua com risco de sofrer agressão e até ser morto. Agradeça a todos que lutaram (e lutam) pela nossa causa. Graças a eles temos ganho espaço na sociedade, podendo ser GAYS DEMAIS DA CONTA.
Além aumento dos prós-LGBT, houve nos últimos anos um bum na produção de roteiros para filmes com a temática LGBT, inclusive no Brasil. Filmes estes que retratam o mundo gay, mesmo nem sempre da melhor maneira (como dizem o que vale é a intenção). Então aí vai a lista dos seis longas brasileiros que você deve assistir!
Praia do Futuro - trailer
Praia do Futuro, Ceará. Donato (Wagner Moura) trabalha como salva-vidas. Seu irmão caçula, Ayrton (Jesuita Barbosa), tem grande admiração por ele, devido à coragem demonstrada ao se atirar no mar para resgatar desconhecidos. Um deles é Konrad (Clemens Schick), um alemão de olhos azuis que muda por completo a vida de Donato após ser salvo por ele. É quando Ayrton, querendo reencontrar o irmão, parte em sua busca na fria Berlim.
Paraísos artificiaistrailer 
Erika (Nathalia Dill) é uma DJ de relativo sucesso e muito amiga de Lara (Lívia de Bueno). Juntas, durante um festival onde Erika trabalhava, elas conheceram Nando (Luca Bianchi) e, juntos, vivem um momento intenso. Entretanto, logo em seguida o trio se separa. Anos depois Erika e Nando se reencontram em Amsterdã, onde se apaixonam. Só que apenas Erika se lembra do verdadeiro motivo pelo qual eles se afastaram pouco após se conhecerem, anos antes. 
Amores possíveis - trailer
Carlos (Murilo Benício) marca um encontro no cinema com Julia (Carolina Ferraz), sua colega de faculdade por quem estava apaixonado. Julia não aparece, deixando Carlos sozinho no hall do cinema. Durante a espera, acontece algo que irá mudar a vida dele para sempre. Quinze anos após este acontecimento três versões possíveis e distintas da vida de Carlos são apresentadas.
Do começo ao fim trailer 
Julieta (Julia Lemmertz) tem dois filhos com uma diferença de seis anos de idade, Francisco (Lucas Cotrim) e Thomás (Gabriel Kaufmann), e com maridos diferentes: Pedro (Jean-Pierre Noher) e Alexandre (Fabio Assunção). Os dois irmãos se tornam grandes amigos desde pequenos e, quando adultos, transformam esta amizade em algo mais profundo e polêmico. (RC)
Do lado de fora trailer 
Rodrigo (Mauricio Evanns) e Mauro (Luis Vaz) são dois adolescentes gays, que decidem ir pela primeira vez à Parada LGBT de São Paulo. Eles têm a companhia do tio Vicente (Marcello Airoldi), um executivo solteiro e também homossexual. Apesar de se divertirem no evento, eles presenciam uma cena de agressão homofóbica, e socorrem a vítima, Roger (Andre Bankoff), um homem casado cuja esposa está grávida. Quando os quatro se reúnem, eles decidem fazer um pacto para saírem do armário em menos de um ano.
Eu quero voltar sozinho - trailer 
Leonardo (Ghilherme Lobo), um adolescente cego, tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel (Fabio Audi) chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade. Pra quem não sabe, antes de se tornar um longa, este filme foi um curta, confira aqui.
Você tem algum filme com temática LGBT favorito? Deixe nos comentários!

Carta para um estranho



Querido (estranho) amigo,

Eu não sei quem você é, muito menos aonde está. E a vantagem disto é que eu também não preciso me identificar.  Poderia relatar sobre mim a qualquer pessoa ao meu redor, mas seria um tanto constrangedor. Diferentemente de alguém que nunca vi, pois assim os ocorridos aqui descritos certamente não voltarão a me cercar. Tentei de várias maneiras contar a alguém, até que então, encontrei este endereço, sem nenhuma informação a mais. Apenas estava lá, como se pudesse ser a resposta aos meus pedidos. Senhor desconhecido, as coisas por aqui não estão muito bem.

Te escrevo porque acredito que possa me entender, mesmo não me conhecendo, e que né julgará da maneira como deve, sendo neutro. Já ouvir dizer que alguém de fora vê a situação de uma maneira diferente dos envolvidos.

A começar pela minha família, às vezes sinto que não faço parte dela. É estranho dizer isto, pois são minha família, entretanto ocorrem momentos em que não sou compreendido ou pareço o ser estranho. Isso me faz pensar se tenho problemas em casa. Às vezes estou feliz e outrora triste. E mesmo assim, consigo sobreviver.

Preciso dizer sobre a pessoa com a qual dormi uma única vez e nunca mais quis saber de mim. O motivo? O mesmo de sempre, sou apenas um amigo. Já cheguei a ouvir também que sou bom demais para ele e que mereço alguém melhor. Acreditaria nestas palavras se fosse a primeira vez que alguém me disse isto. Eu não queria me afastar, mas fui forçado por atitudes do meu amado. Agora não sei o que faço, pois o mesmo que quis me afastar, me quer por perto novamente. Isso me faz pensar de deveria parar de amá-lo.

Por falar em deixar de amar, acredito que um amigo, se ainda posso chamá-lo assim, deixou de me amar. Digo isto por causa do jeito como ele me trata após alguns acontecimentos que envolveu uma pessoa muito próxima a mim. Pergunto agora se ele deixará pessoas que dizia amar, de lado facilmente. Confesso que não vejo esforço em reaproximação. Então será que vale a pena lutar por esta amizade?

Querido desconhecido. Já está tarde e eu preciso dormir. Amanhã cedo vou aos correios lhe enviar esta carta. Espero que possa me entender e me aconselhar, é minha única esperança.

Obrigado pela atenção.

Com carinho,

– A

Lembranças (de você)


Já passava das duas da madrugada de uma noite escura e meus pensamentos não me deixavam dormir. A brisa entrava pela janela. Tudo começou a girar e mais uma vez, lembranças que me levaram até você. Lembranças do que já vivemos. Lembrei dos nossos momentos juntos. Bateu saudades das noites de amor, do teu calor, das manhãs que despertava ao meu lado, dos teus carinhos, do teu beijo incessante. Me faz falta o jeito como segurava minhas mãos, a sua atenção. O assobiar da brisa trouxe lembrança das músicas que cantava para mim ao violão. O seu sorriso era o mais bonito em um milhão. Aqueles dias foram bons, mas nada é como antes. Tenho que continuar. Mesmo distante, ainda existe um grande sentimento em mim. Sem me dar conta, lágrimas começaram a rolar pelo meu rosto.  O silêncio rompeu meus pensamentos. Me dei conta que todas lembranças fazem parte de um tempo que não vai mais voltar, que já não fazem mais sentido. Você sempre será aquele que fará meu coração bater mais forte e me fará perder os sentidos.
Vai passar, eu sei que passa, tudo passa.