ÚLTIMA CARTA PARA VOCÊ


Olá,

Espero que onde estiver, esteja bem. Eu estou sozinho aqui esta noite escrevendo-lhe esta carta. Não espero que você a receba, muito menos que a leia. Mas não se preocupe, será a última vez que lhe escrevo. Escrevo mais uma vez, tudo aquilo que, provavelmente, não conseguiria lhe dizer. Por medo de te magoar, por falta de coragem e ser fraco para te dizer tudo que sinto. 

Estive no passado por alguns instantes e me lembrei dos momentos que tivemos juntos. Por alguns segundos posso até sorrir, mas as lágrimas não demoram muito para cair. Me lembro do nosso primeiro encontro, nosso primeiro beijo. Algo sempre me leva de volta a você. As palavras ditas, todos os planos feitos e o modo como conquistou. Aos poucos roubou meu coração, me hipnotizou e caí de joelhos para você. Me tornei escravo do teu amor. 

Noites sem dormir desde que você se foi. Levou contigo minha sanidade. Eu caí aos pedaços como um castelo de cartas. Será que estou ficando louco?  Você me enlouqueceu. Apesar de tudo você ainda faz meu coração pular. Eu só queria saber por que você fez com que eu me apaixonasse se era tudo uma fantasia. Por que me conquistou se era tudo uma ilusão? 

Foi bom, foi real. Para onde foi o amor eu não sei, mas me queimou demais. Em um instante você estava aqui, mas agora se foi. Me sinto dilacerado e vazio por dentro. Agora você faz parte de tudo que já perdi e nunca mais terei de volta. Eu sinto falta dos seus olhos escuros, sinto falta das nossas brincadeiras bobas, sinto falta de comer pizza com você, sinto falta de arranhar nossas barbas, falta do seu abraço. Mas não havia um pote de ouro no final do nosso arco-íris. 

Eu provei um pedaço do seu doce amor. Acreditei que poderíamos ter um amor melhor. Não foi o suficiente. Eu não te odeio, mas não te amo mais. Amei o tempo que passamos juntos, mas é preciso continuar. Espero que seja feliz. Você foi o meu veneno e a minha cura. Eu sobrevivi ao seu amor. Hoje vivo para esquecê-lo. 

Cordialmente,
Baby.

1 comentários

  1. Olá, primeira vez que encontro um blog com uma dinâmica tão criativa. me senti envolvido no clima do poema; ouvir a a música e lê-lo ao mesmo tempo.... sei lá.Imaginei até o cenário. Se importa se usar sua ideia em algum poste meu? Sei que é plágio, mas quem mandou bem feito. parabéns amei essa postagem e seu blog também. Http://falaele.com.br

    ResponderExcluir