Quando você se foi



São três da manhã,
todos se foram deitar.
A solidão me faz companhia.
Me sinto tão sozinho.
As lágrimas continuam a cair sobre o travesseiro desde que você se foi.
O ponteiro indica que as horas estão passando,
mas o tempo já não importa mais.
Meus pensamentos não fazem sentido,
só você me vem à mente.
Como é possível o coração
sempre escolher o caminho mais difícil?
Como é possível imaginar uma fantasia
e não poder vivê-la?
Você me roubou a paz,
minha insanidade
e me deixou viciado em seu amor.
Levou consigo toda a esperança,
arrancando de mim como arame farpado.
E agora, o sangue escorre pelo meu corpo,
levando embora, tudo que você foi para mim.

Gustavo Dias

blogger, designer, escritor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram