Adeus

  O relógio na cabeceira da cama marcava exatamente 2:00 da manhã. A lua iluminava a noite que parecia sombria. Elevei meus pensamentos até você. As imagens daquele momento me vinham à mente como uma cena de filme. Era um dia nublado e seus olhos se cruzaram com os meus, como um passe mágica eu estava apaixonado. E como pó mágico, todo amor foi consumido. A cena agora parecia filme de terror. Você parecia um ator dizendo as palavras “eu te amo, você é único”, que agora não fazem mais sentido algum. Me diga como pode ser tão cruel? Você brincou e tirou o melhor de mim! Você cometeu seu maior erro. Agora ignoro suas pedras na janela e gritos aclamando por perdão, isso é tão estúpido. Você se diz arrependido, mas é tarde. Você já me teve e é hora de partir. A cortina está se fechando e vou acenando dizendo adeus.

Playlist para superar o fim do namoro



Vem cá. Se tem algo difícil de superar, é o tal do fim do namoro. Parece que tudo muda, inclusive sua playlist. Términos não são o fim do mundo, talvez seja a hora de ver o que não deu certo, aprender com o erro e seguir em frente. Mas não dá pra superar essa fase, se trancando no quarto e ouvindo apenas músicas tristes. Chega um momento que você precisará se mexer, levantar a cabeça e ir curtir a vida! Por isso esta playlist não tem músicas sobre relacionamentos não deram certo, mas sim músicas que irão de fazer virar a página. É só dar play!

 1º - Tudo estava bem antes dele (a) chegar em sua vida, então não deixe que leve isto de você. “Você nunca destruirá a minha alma, esta é a parte que você nunca arrancará de mim”


 2º - “O que não te mata, fortalece”, já dizia Kelly Clarkson. Se liga, esse não é o fim. “Não significa que estou só quando estou sozinha. Não significa que estou acabada só porque você se foi”!



3º - Se tem tem alguém que intende de relacionamento, esta é Taylor! Essa música já diz tudo "Nada de desculpas, ele nunca verá você chorar".

 


 4º - Para que sofrer por alguém que só te fez mal? Sair desse relacionamento ruim te deixa livre para aproveitar todas as boas oportunidades que aparecerem, assim como Beyoncé fala na música “Best Thing I Never Had”: “Você não merece as minhas lágrimas, acho que é por isso que elas nem estão aqui. Quando lembro da época em que eu quase te amei, Você se mostrou um idiota e eu vi quem você era de verdade” 



5º -  Se você ainda tem o seu orgulho e sabe que lá no fundo você é uma estrela do rock, ouça So What da Pink. Beba o dinheiro do aluguel e deixe o seu/sua ex amargurar na sargeta dos anônimos.



 6º - Agora é a hora em que você vai ficar lindo (a), divo (a), colocar sua confiança e auto-estima lá em cima pra esse monte de babaca se arrepender de ter te dado um fora.   Curta e compartilhe com os amigos!

A paixão acabou, e agora?



É quase impossível que você não tenha se apaixonado por alguém. Sempre tem aquele momento em que se imagina ao lado da pessoa, faz mil planos e quer passar todo o tempo ao lado dela. Isso tudo é resultado da paixão, mas o que poucas pessoas sabem é que a paixão uma hora acaba e aí, como prosseguir diante dessa situação?

Nem sempre somos correspondidos pela pessoa que estamos apaixonados(as), aliás, é bem provável que as primeiras paixões não sejam correspondidas, mas quando ela é correspondida a gente se sente nas nuvens, é uma sensação mágica de realização e alegria. Parece que o mundo se torna um lugar melhor, que seus problemas desaparecem, que sua vida ficou perfeita da noite pro dia, que seu relacionamento será o mais perfeito de todos e que aquilo é amor pra vida toda. Mas acabamos nos esquecendo de diferenciar a paixão do amor.

 A paixão é aquele fogo inicial, aquela chama que está queimando com força total, é a vontade de estar sempre com a pessoa, é essa coisa “mágica”, isso é a paixão. Já o amor é a ESCOLHA, muita gente confunde e acha que amor é a mesma coisa de paixão, mas não é, a paixão uma hora tem fim, e é nesse momento que vamos saber se realmente amamos aquela pessoa, o momento da escolha.

A paixão é fundamental pro início de um relacionamento, mas é o amor que irá levá-lo à diante, porque este é a escolha. Amar é aprender a conviver com os defeitos e as manias do outro, abrir mão de coisas que fazia quando estava solteiro, é renunciar seus desejos carnais por uma vida há dois com fidelidade – porque tem muitas pessoas que traem quando a paixão acaba, acreditando que o amor acabou, mas, na verdade, elas nunca amaram, só estiveram apaixonadas; e se doar, de corpo e alma, pelo relacionamento.


É preciso parar de banalizar o amor e achar que ele vem num passe de mágica. Se apaixonar é muito bom, mas amar é melhor ainda. E quando se consegue manter a chama da paixão acesa junto a quem você ama, poderá dizer que tem um relacionamento “perfeito”. E então se apaixone todos os dias pelo seu parceiro(a) e escolha o amor.

De volta a Dezembro


Finalmente dezembro ou dezembro novamente.

O último mês de outro ano cheio de sonhos, bagagens e resquícios dos meses que se passaram. São os últimos trinta e um dias do ano e as horas parecem passar cada vez mais ligeiras. É preciso correr contra o tempo, para que mais um ano chegue ao fim com sucesso. Tudo que resta é colocado em liquidação, até mesmo, aquilo que não se tem. Pessoas vão deixando pelo caminho metas não cumpridas e virando a esquina, começam a escrever listas de objetivos para o ano que se aproxima.

Ainda sim, dezembro é o mês em que se busca o melhor presente, a melhor roupa e a melhor comida para ceia da noite natalina. Existe em cada ser, a esperança de que dias melhores virão. A angústia é deixada de lado e os corações se unem, em espírito de harmonia e fraternidade. E assim como as luzes coloridas que brilham pela cidade, é possível ver em cada um, a luz da alegria.


Dezembro é um mês corrido, colorido, um mês que já começa no fim. E mais uma vez, todos fazem as mesmas coisas em mais um dezembro.

Expectativas, como lidar com elas?

Criar expectativas demais pode te levar à decepção. Mas quem nunca criou, por mínimo que fosse, expectativa ao se relacionar com alguém?  Pois é, se você já passou por isso, sabe muito bem o que é frustração!

Quem espera demais dos outros, acaba se decepcionando. Mas é quase impossível não criar esperança quanto à algo, principalmente se tratando de pessoas. E pior do que criar expectativa é não saber o que fazer depois de “quebrar a cara”. Ninguém consegue viver para atender às suas expectativas, então nunca espere algo demais.

Antes de tudo, é preciso acordar para a realidade, pois você cria sonhos e acha que tudo parece um mar de rosas. HELLO! Deixe a vida acontecer, não tente controlar os sentimentos do outro e, por mais difícil que seja, aceite os fatos. Nada será como você gostaria que fosse.

Aqui vão algumas dicas de sobrevivência:

– Nunca espere que suas mensagens sejam respondidas imediatamente, todo mundo tem afazeres. A espera pelo resposta pode parecer uma eternidade, então ocupe seu tempo com coisas produtivas.

– Não seja um chato de galocha. Vocês acabaram de se ver , e mesmo antes que ele (a) vire a esquina, você já começa a enviar mil mensagens. STOP! Demonstrar afeto é bom, mas tem limites. Espere algumas horas até dizer o quanto aquele encontro foi bom.

– Não faça algo esperando o mesmo do outro. Talvez este seja um dos pontos mais difíceis de lidar, pois é quase impossível não esperar nada em troca. Mas saiba de uma coisa: os melhores momentos acontecem quando menos esperamos, naturalmente.

– Dê um tempo. Conversar por horas parece ótimo, o mundo parece perfeito e nada mais existe ao seu redor. Porém, é preciso deixar o outro “respirar”. Evite enviar mensagens a cada 5 minutos para saber como ele (a) está, o que está fazendo ou se está com outro alguém. Aproveite para fazer suas coisas: estudar, ouvir música, arruma a zona do seu quarto e arrumar a cozinha.

– Não crie o estereótipo o alguém. Goste de alguém como ela é e não como você gostaria que fosse. Amor de verdade é aquele que surge aos poucos, a medida que os dos defeitos e qualidades são colocados à mesa. Não existem príncipes encantados ou princesas.

Essas são apenas algumas atitudes para evitar expectativas.

Ninguém será como você gostaria que fosse. A vida nunca será como você acreditou. Não é errado esperar algo de quem você ama, mas nunca espere a ponto de se decepcionar, afinal ninguém é responsável pelas suas expectativas. Deposite esperança em situações viáveis, é bem capaz que a vida se torne mais prazerosa.

E você, o que faz quanto às suas expectativas?


Expectativas, como lidar com elas?


Criar expectativas demais pode te levar à decepção. Mas quem nunca criou, por mínimo que fosse, expectativa ao se relacionar com alguém?  Pois é, se você já passou por isso, sabe muito bem o que é frustração!
Quem espera demais dos outros, acaba se decepcionando. Mas é quase impossível não criar esperança quanto à algo, principalmente se tratando de pessoas. E pior do que criar expectativa é não saber o que fazer depois de “quebrar a cara”. Ninguém consegue viver para atender às suas expectativas, então nunca espere algo demais.
Antes de tudo, é preciso acordar para a realidade, pois você cria sonhos e acha que tudo parece um mar de rosas. HELLO! Deixe a vida acontecer, não tente controlar os sentimentos do outro e, por mais difícil que seja, aceite os fatos. Nada será como você gostaria que fosse.
Aqui vão algumas dicas de sobrevivência:
– Nunca espere que suas mensagens sejam respondidas imediatamente, todo mundo tem afazeres. A espera pelo resposta pode parecer uma eternidade, então ocupe seu tempo com coisas produtivas.
– Não seja um chato de galocha. Vocês acabaram de se ver , e mesmo antes que ele (a) vire a esquina, você já começa a enviar mil mensagens. STOP! Demonstrar afeto é bom, mas tem limites. Espere algumas horas até dizer o quanto aquele encontro foi bom.
– Não faça algo esperando o mesmo do outro. Talvez este seja um dos pontos mais difíceis de lidar, pois é quase impossível não esperar nada em troca. Mas saiba de uma coisa: os melhores momentos acontecem quando menos esperamos, naturalmente.
– Dê um tempo. Conversar por horas parece ótimo, o mundo parece perfeito e nada mais existe ao seu redor. Porém, é preciso deixar o outro “respirar”. Evite enviar mensagens a cada 5 minutos para saber como ele (a) está, o que está fazendo ou se está com outro alguém. Aproveite para fazer suas coisas: estudar, ouvir música, arruma a zona do seu quarto e arrumar a cozinha.
– Não crie o estereótipo o alguém. Goste de alguém como ela é e não como você gostaria que fosse. Amor de verdade é aquele que surge aos poucos, a medida que os dos defeitos e qualidades são colocados à mesa. Não existem príncipes encantados ou princesas.
Essas são apenas algumas atitudes para evitar expectativas.
Ninguém será como você gostaria que fosse. A vida nunca será como você acreditou. Não é errado esperar algo de quem você ama, mas nunca espere a ponto de se decepcionar, afinal ninguém é responsável pelas suas expectativas. Deposite esperança em situações viáveis, é bem capaz que a vida se torne mais prazerosa.

E você, o que faz quanto às suas expectativas?

Carta aberta aos vinte e um anos


Mesmo que este seja um assunto batido e muitas pessoas dirão que é mais um blá, blá, blá, é bem provável que ao chegar nesta fase da vida, você continue a se perguntar qual o sentido dela e o que mais está por vir.

É estranho como há pouco mais de três anos atrás, estava me formando no ensino médio e minha única obrigação era escolher o que cursar na faculdade. Curso que definiria muitas coisas na minha longa jornada. Mas uma escolha como esta aos 17 anos, não era lá uma das mais fáceis. E apesar da insegurança, sempre soube que queria e mantive foco nos meus sonhos, planejei tudo. Ou quase tudo, com o tempo aprendemos que não dá pra planejar tudo na vida.

O Ensino Médio acabou, passei no Vestibular, cheguei aos dias dourados de glória universitária. E foi aí que as coisas começaram realmente a mudar. A faculdade exigia cada vez mais de mim e então foi preciso dedicar-me mais. Dei-me conta que era preciso abrir mão de certas atividades ou organizar melhor o meu tempo, afim de que pudesse conciliar tudo o que me agrada com meus objetivos. E depois vieram os estágios, que loucura. Por um momento pensei em desistir, mas sempre me vinha à cabeça tudo o que as pessoas ao meu redor fizeram por mim, não podia decepcioná-las, tão pouco decepcionar a mim mesmo. Percebi que aos vinte anos que, quanto mais variáveis, mais difíceis são as escolhas.

Não me esquecendo do restante da minha vida, olhei para trás e percebi que poucos eram os amigos de ensino fundamental – estes quase nulos, e que grande parte das amizades foram cultivadas no ensino médio e após a ele. Então comecei a me dar conta que estes que me restaram são os verdadeiros e especiais. Tem também o lance do relacionamento. Parece que todos que conheço estão se relacionando, vez ou outra até escuto sobre casamento. O que em certos momentos me assunta, dando a impressão que me restará apenas a solidão.

E então, no inicio da vida adulta, pouco a pouco começo a entender como é viver, mesmo que ainda existam as decepções, falhas e momentos de insegurança. Os pensamentos mudam, as opiniões se tornam cada vez mais fortes, aceito ou rejeito certas coisas com mais facilidade e novos laços são formados.

Parece inevitável deixar o passado lá trás, até porque ele foi parte importante da vida, mas é preciso continuar caminhando. É preciso pensar no futuro, construir uma vida própria e ter uma carreira de sucesso. Então quebre as regras enquanto é tempo. Por mais que a adolescência faça falta, aproveite os vinte e poucos. A vida é como aprender a andar de bicicleta, após muitos tombos você aprende a se virar sozinho.

Este é apenas um desabafo improvisado aos meus vinte e um anos.

DICA: Por que comprar em sebos?

Yay pessoal, como vai? Espero que estejam bem!

Hoje trago um post especial para quemassim como eu, ama, adora e não vive sem um bom livro: SEBOS!


É bem provável que você já tenha ouvido falar em sebo, já tenha ido a algum ou até mesmo passou por um, e nem se deu conta do que se tratava. Pois bem, os sebos são um ótima opção para aqueles que amam ler e estão em busca de um livro mais antigo ou até mesmo está sem grana, mas ainda sim, querem um livro 'novo'.

Mas Guto, o que é um sebo?
"Sebo ou alfarrabista é o nome popular dado a livrarias que compram, vendem e trocam livros usados. Todos os sebos são livrarias, mas nem todas as livrarias são sebos. O trabalho deste livreiro é considerado uma atividade essencial para historiadores e pesquisadores em geral. Os significados das palavras memória, preservação, cultura, educação e conhecimento encontram no sebo um grande aliado. "
Segundo relatos históricos, os sebos surgiram na Europa no século XVI e no Brasil, a prática se tornou comum na segunda metade do século XIV. Nestes locais, é possível encontrar os mais diversos livros, em seus mais diversos estados de conservação. Além dos preços mais acessíveis, sendo possível levar mais de um com pouco dinheiro. São lugares incríveis, assim como as livrarias tradicionais (confesso que minha aventura nos livros, começa no momento em que vou comprá-los!), e que além de livros, é possível encontrar outros artefatos: discos de vinil, revistas, jogos, filmes e objetos antigos. Saber que uma pessoa se desfez de seu livro, é algo que me deixa triste, mas saber que posso levá-lo comigo e cuidar dele, me deixa animado e dá vontade de levar tudo para casa, de uma vez só.

Aqui em Belo Horizonte, existem várias dessas lojas, mas no Edifício Maletta (Av. Augusto de Lima esquina com R. da Bahia), estão localizados um bom número deles, evitando assim que você gasta tempo andando demais.

Um dos meus preferidos é o 7ª ARTE. Ele fica na sobreloja, nº 27, e a pessoa responsável por ele é a Fernanda, que sempre me recebe com carinho e atenção. Nele é possível encontrar livros, revistas, filmes rars, discos de vinil, máquinas fotográficas, objetos e antiguidades. O ambiente remete a um lugar antigo, como uma volta ao passado, o que é fascinante para quem ama um estilo mais retro.


Mas uma boa opção para quem não quer sair de casa, é o site Estante Virtual, que funciona como um 'mercado livre' de sebos, onde existem várias lojas que vendem seus livros. 

É claro que ainda, sempre recorro à uma livraria tradicional ou aos sites que vendem livros, mas sempre fico de olho nas promoções.

Bom, essa é minha dica de hoje. Então assim que possível, corra ao sebo mais próxima e divirta-se na busca por livros ou objetos de seu interesse! 

 Espero que tenham gostado e deixe seu comentário.

XOXO,

Gossip Boy!